Automação Residencial: Diferenças entre Tecnologia Cabeada x Tecnologia Wireless

Atualizado: Set 22

Pontos positivos e negativos de ambas as soluções.

Casa com automação residencial
Automação Residencial DANF - Elétrica Inteligente

O mercado de Automação Residencial tem conquistado cada vez mais novos simpatizantes e adeptos. Para atender diferentes tipos de públicos e necessidades, a gama de soluções ofertadas no mercado está cada vez maior, o que, pode gerar dúvidas para o usuário final de qual a opção é mais indicada para sua situação.


Existem dois tipos de topologia de instalação em Automação Residencial: Automação Cabeada e Automação Wireless (sem fio). Mas, afinal, para qual situação cada tipo de automação é mais indicado? É o que vamos ver a seguir.


Tecnologia Wireless

Automações sem fio atendem melhor o que podemos chamar de “mercado de larga escala”, que está atrelado as soluções voltadas para imóveis prontos.


Esse tipo de solução demanda menos esforço de implementação e pouca adaptação da infraestrutura elétrica para que funcione. As alterações necessárias são menores, tornando-a mais prática e rápida, e ideal para imóveis prontos.


Por conta de os equipamentos serem comprados de forma separada (lâmpadas e tomadas inteligentes, assistentes de voz entre outros), ao invés de automatizar a casa inteira, o morador consegue estar fazendo a automação de apenas alguns pontos, e depois, conforme sua necessidade, ir ampliando a zona de cobertura da tecnologia em seu lar.


Os dispositivos mais comuns para automação sem fio são aqueles por protocolo de comunicação WI-FI, o mesmo que você utiliza para acessar internet por celular, tablets e computadores.


Eles funcionam com uma estação central, que pode ser seu roteador (o qual não é recomendado a utilização do aparelho fornecido pela provedora de internet), onde a partir dela será enviado o sinal para que quando você dê um comando pelo seu celular ou mesmo de voz, pelas assistentes de voz, o comando seja executado.


Por se tratar de um sinal WI-FI, (que funciona por ondas eletromagnéticas que irão fazer com que a comunicação entre os dispositivos ocorra), ele fica muito suscetível a interferências que podem acabar acarretando em um mal funcionamento do sistema. Faz-se necessária uma boa estrutura de dados para que se consiga um resultado satisfatório, suportando vários dispositivos conectados ao mesmo tempo e a cobertura de uma área maior de aplicação.


E mesmo com uma boa estrutura de dados, por se tratar de ondas eletromagnéticas, e a forma como grande parte das construções são trabalhadas no Brasil, com alvenaria, dependendo da distância percorrida e o número de barreiras/paredes que o sinal encontra pelo caminho, faz com ele vá perdendo potência. Até mesmo móveis, vidraças e janelas fechadas podem acabar afetando o funcionamento dos dispositivos, os fazendo funcionar de forma intermitente.


Tecnologia Cabeada

Este tipo tecnologia é o mais indicado para quem está construindo ou fazendo alguma grande reforma. Desde o projeto de construção ou reforma, já é possível prever e deixar o novo lar pronto para as suas necessidades e desejos. A automação residencial já é inserida na infraestrutura elétrica do seu lar.


A interferência existente nesse modelo de instalação é quase nula, já que seu funcionamento se dá via cabeamento de ponto a ponto do que irá ser controlado (televisores, ares-condicionados, controle da iluminação). Ela entrega uma maior estabilidade, melhor funcionamento e manutenção mais simples, já que todo o sistema é comumente centralizado em um quadro de automação, similar ao quadro elétrico do seu lar. Facilitando o diagnóstico e reparação de eventuais problemas que possam ocorrer com o sistema.


Entretanto, para a implementação desse tipo de sistema, faz necessário a contratação de um profissional especializado no setor, que ficará responsável por fazer todas as configurações, montagem de painel e ajustes.



Outro ponto importante a ressaltar, é que a grande maioria dos sistemas que trabalham nesse formato, não possuem tanta flexibilidade quando comparado aos sistemas sem fio, sua capacidade de expansão, sem alteração de infraestrutura, fica limitada ao que foi previsto em projeto.


Como podemos notar, ambas as topologias de instalação possuem seus pontos fortes e fracos. O tipo de instalação wireless, mais especificamente aquelas com protocolo de comunicação WI-FI, permite um pouco mais de flexibilidade para o usuário, entretanto acaba pecando em seu funcionamento, devido as suas limitações e interferência que pode sofrer. Sendo, devido a esses fatores, mais indicado para ambientes menores e um menor números de dispositivos conectados e imóveis prontos.


A instalação cabeada garante uma estabilidade e funcionalidade maior da tecnologia, entretanto, para sua instalação faz-se necessário um profissional especializado no setor, e sua implementação fica limitada durante a construção de novas casas ou grandes reformas, que envolvem principalmente a parte elétrica do lar. Reforçando, é a solução ideal para quem está construindo, e queiram poder contar com as praticidades e benefícios que os sistemas de automação entregam em nosso dia a dia.


Dica da DANF, empresa especializada em tecnologia residencial.

Está construindo e ainda não decidiu se quer automatizar o seu lar? Conheça a Elétrica Inteligente, a evolução das instalações elétricas, que te entrega possibilidades e recursos ainda não vistos em instalações tradicionais. E, caso isso não fosse o suficiente, já deixa a infraestrutura do seu lar pronta para receber a automação residencial, a qualquer momento, independente se a obra estiver sido concluída.


Tenha o melhor da tecnologia no seu lar, conheça a Elétrica Inteligente e se surpreenda com as possibilidades que a solução te entrega.


Conheça um pouco mais da DANF - Elétrica Inteligente, assistindo o vídeo abaixo:







4 visualizações0 comentário